Páginas

sábado, 25 de fevereiro de 2012

A Leitura de Sarael (1)


Sarael Castillo queria ignorar as palavras da vidente. Ela queria ignorar as cartas do tarô espalhadas no cetim preto. Três delas, alinhadas em uma fileira. O passado. O presente. O futuro. 
O Enforcado 
A torre 
A lua 
Por dias sentiu como se uma tempestade escura estivesse se aproximando rapidamente. Enquanto olhava para as cartas, sabia que estava chegado. A torre caindo, lançando-a para a noite de Lua. 




Nada impediria Matteo Cabrelli de reivindicar Sarael. Ela foi criada por ele, seu destino escrito no sangue antigo. Depois que eles acasalassem e trocassem sangue, não haveria chance de La Brama, a fome, o controlar. O sangue dela iria saciá-lo, seu corpo iria socorrê-lo, sua vida daria um significado mais profundo ao seu próprio modo, que em séculos de conquista sem sentido e sem alimentação, as perseguições solitárias, teriam uma companheira ao seu lado, uma mulher em todos os sentidos. Uma mulher que significava viver em seu mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Querida leitora (o), este espaço é pra você nos dizer o que pensa do livro, do autor e do blog, cuidado com Spoiler e ofensas, no mais tudo pode... bjs

Nosso Banner