Páginas

quarta-feira, 27 de março de 2013

No Limite do Desejo 02


Eu sabia que queria levar uns tapas desde que me deparei com a ideia ao ler uma romance vitoriano da minha avó. Todas aquelas anáguas de seda franzidas ao redor da cintura da heroína, enquanto o herói a segurava com firmeza sobre seus joelhos, a mão dele caindo com
força sobre a bunda rosada, a reclamação da moça soando falsa até os seus ouvidos juvenis e,
mesmo assim, de alguma forma tornando tudo ainda mais delicioso.
A descrição me deixava molhada.
Ainda me deixa.
Entretanto, não passa de uma fantasia não realizada que mantenho em segredo.
Se já não suspeitasse disso, as palavras cruéis ditas por Jake quando finalmente admiti meus desejos foram uma comprovação. É melhor deixar algumas coisas ocultas. Mesmo quando fazem parte do lado mais verdadeiro de uma pessoa.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Querida leitora (o), este espaço é pra você nos dizer o que pensa do livro, do autor e do blog, cuidado com Spoiler e ofensas, no mais tudo pode... bjs

Nosso Banner