Páginas

domingo, 13 de maio de 2012

Direito de Amar


Mas ela jamais deixaria que seu bebê tivesse uma infância tão infeliz quanto á dela. 
Porém, um encontro inesperado com Rico poderia mudar seus planos! Ele jamais esquecera ou perdoara a mulher que derrubara suas barreiras de concreto. Ao descobrir que seria pai, nada o impediria de reivindicar a guarda de seu filho, nem mesma a rebeldia de Gypsy!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Querida leitora (o), este espaço é pra você nos dizer o que pensa do livro, do autor e do blog, cuidado com Spoiler e ofensas, no mais tudo pode... bjs

Nosso Banner